Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 Abril Membros do Comitê Estadual discutem dados nacionais de conflitos agrários
26/04/2017 - 08h00m

Membros do Comitê Estadual discutem dados nacionais de conflitos agrários

Debate acontece hoje(26), às 14h, no auditório do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas

 Membros do Comitê Estadual discutem dados nacionais de conflitos agrários
Texto de Helciane Angélica Santos Pereira

 

 

O Comitê Integrado de Mediação de Interesses e Questões Agrárias, coordenado pelo Gabinete Civil do Governo de Alagoas, realizará reunião ordinária nesta quarta-feira (26), às 14h, no auditório do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral),  localizado na Av da Paz, 1.200, no Jaraguá.

 

Reunião conatrá com a presença de gestores públicos; representantes do Poder Judiciário; membros do Centro deGerenciamento de Crises, Direitos Humanos e Polícia Comunitária da Polícia Militar de Alagoas; coordenadores de movimentos sociais do campo e convidados.

 

Na ocasião, a Comissão Pastoral da Terra (CPT-AL) fará o lançamento do relatório ‘Conflitos no Campo Brasil 2016’, uma publicação anual que encontra-se na 32ª edição e reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro, incluindo indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais.

 

A programação será iniciada com a exibição de um vídeo sobre o sepultamento das vítimas do massacre de Mato Grosso e a reflexão do Padre Manoel Henrique. Em seguida, Claudemir Martins, geógrafo e professor do Instituto Federal de Alagoas (Ifal/Piranhas) fará a apresentação dos dados nacionais que apontam o crescimento em 26% nas ocorrências. Já o historiador e coordenador regional da CPT, Carlos Lima, discutirá os casos de violência no campo registrados em Alagoas.

 

Após os debates, os membros titulares e suplentes analisarão as pautas da reunião ordinária: determinação de reintegração de posse; apresentação da formação do grupo de trabalho para elaboração de um projeto executivo referente à construção da Política Pública de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e que atenda a reforma agrária; e discussão de propostas dos movimentos integrantes oficiais para o plano de ação.

 

O comitê é uma instância permanente para o diálogo, monitoramento, coordenação e prevenção de conflitos agrários no âmbito do Estado de Alagoas. Atualmente possui 18 membros, com seus respectivos suplentes, promovendo a interlocução entre representantes de instâncias governamentais, Poder Público e seis movimentos sociais agrários.

Ações do documento