Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 Educação do campo será implantada em assentamentos do crédito fundiário
22/07/2017 - 08h10m

Educação do campo será implantada em assentamentos do crédito fundiário

A atividade é uma parceria entre Iteral e CPT, e a expectativa é implantar 11 salas de aulas em Pão de Açúcar

Educação do campo será implantada em assentamentos do crédito fundiário

Texto e foto: Helciane Angélica Santos Pereira

 

Com o objetivo de intensificar a retomada das escolas itinerantes em áreas da reforma agrária, o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) se uniu a Comissão Pastoral da Terra (CPT-AL) visando o fortalecimento da Educação no Campo e o desenvolvimento dos agricultores familiares.

Nessa sexta-feira (21.07), na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pão de Açúcar, ocorreu uma reunião de articulação com educadores e educadoras interessados/as em ministrar as aulas nos assentamentos do crédito fundiário.

A atividade também contou com a presença do chefe de gabinete do Iteral, Silvanio Pereira; membros da coordenação estadual da CPT; representantes sindicais e Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Alagoas (Fetag); Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável (Emater/AL); e da Secretaria Municipal de Agricultura.

O objetivo da reunião foi repassar as orientações sobre a importância do programa, e ainda, realizar o levantamento do número de alunos e alunas a partir dos 15 anos de idade que integrarão esse processo de transformação social.

Atualmente o município de Pão de Açúcar, localizado na região do médio sertão alagoano possui o maior número unidades produtivas (11 assentamentos) e cerca de 350 famílias beneficiadas no Programa Nacional do Crédito Fundiário (PNCF). Por isso, foi o local escolhido para serem implantadas as salas de aula.

Ao todo, pretende-se instalar 34 turmas no Estado de Alagoas, sendo 25 no sertão, seis na zona da mata e três no litoral. A estimativa é alfabetizar aproximadamente 500 jovens, adultos e idosos de acampamentos e assentamentos em 12 municípios.

Ações do documento