Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 Julho Conselho de Promoção da Igualdade Racial define nova mesa diretora
05/07/2017 - 10h00m

Conselho de Promoção da Igualdade Racial define nova mesa diretora

Gestão 2017/2019 terá missão de realizar conferências e ampliar as atividades de formação e criação de novos conselhos

Conselho de Promoção da Igualdade Racial define nova mesa diretora
Texto e foto: Helciane Angélica Santos Pereira

O Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) sediou nessa terça-feira (4) a primeira reunião ordinária da gestão 2017/2019 do Conselho Estadual de Promoção de Igualdade Racial (Conepir-AL). O conselho é deliberativo e foi criado por meio da Lei nº 7.448, de 20/2/2013, alterada pelo Decreto Nº 26.909, de 3/7/2013.

 

O destaque da programação foi a eleição da nova mesa diretora do conselho. Na coordenação das atividades esteve a jornalista Valdice Gomes, presidente durante o período de 2014 a 2017, que destacou que o colegiado nasceu a partir da luta e organização da sociedade civil para fortalecer as políticas afirmativas no Estado de Alagoas, atendendo os anseios da população negra, comunidades quilombolas, povos indígenas e ciganos.

 

 “O direito à igualdade é de todos, independente da questão racial. E, no âmbito dos conselhos, o Conepir é um dos mais combativos e importantes no Estado de Alagoas equiparando-se ao Conselho de Defesa dos Direitos Humanos. São vários segmentos, com suas especificidades e que, quando se juntam, representam a própria sociedade”, exaltou Edenilsa Lima, Gerente de Articulação Social do Gabinete Civil e Coordenadora do Comitê Institucional de Políticas para as Comunidades Tradicionais de Alagoas.

 

 Foram eleitos por aclamação e empossados o novo presidente do Conepir Helcias Pereira, assessor técnico para Políticas de Promoção da Igualdade Racial na Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh); na vice-presidência, Queila Brito, da casa de axé Grupo União Espírita Santa Bárbara (Guesb); e na condição de secretária-geral ficou Leone Manoel da Silva, que atua como assessora técnica dos Núcleos Quilombolas e Indígenas no Iteral.

 

De acordo com o presidente eleito, Helcias Pereira, a nova diretoria atuará como uma coordenação executiva que terá como prioridades a reformulação do regimento interno, investimento na formação sociopolítica e pertencimento étnico, a criação de conselhos municipais e a inserção de órgãos públicos de igualdade racial em todo o Estado.

 

O nosso público alvo encontra-se nas bases, nos terreiros, comunidades de povos tradicionais, periferias e nos locais mais longínquos. Então, para atuar nesse conselho, além do compromisso, é preciso ter comprometimento, identificação com a causa, agir com coração e razão para defender os interesses socioculturais”, lembrou Leone Silva, socióloga e representante titular do Iteral no Conepir.

 

Atuação

 

A primeira tarefa da nova gestão do Conepir será a articulação e mobilização para a IV Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (IV Conapir), que discutirá em 2018 o tema “O Brasil na Década dos Afrodescendentes: reconhecimento, justiça, desenvolvimento e igualdade de direitos”.

 

Para aprofundar os debates e a elaboração de propostas, serão realizadas nove edições das Conferências Intermunicipais nas datas previstas: 28 de julho; 4, 11, 18 e 25 de agosto; 01, 15, 22 e 29 de setembro. Já a etapa estadual, será realizada nos dias 24 e 25 de novembro.

 

Também foi debatida a realização da IV Conferência Estadual de Promoção de Igualdade Racial (Coepir) e do 3º Encontro de Comunidades Quilombolas e Povos Tradicionais de Terreiro de Alagoas (Enconquite), previsto para acontecer nos dias 30 e 31 de outubro e 1º de novembro, em Arapiraca, além da elaboração do Seminário sobre a Serra da Barriga.

 

Estiveram presentes no encontro, representantes de oito instituições do Poder Público Estadual: Iteral, Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Gabinete Civil; além das secretarias estaduais Segurança Pública, Cultura, Educação, Desenvolvimento Social e Mulher & Direitos Humanos. E da sociedade civil, membros titulares ou suplentes do Guesb, Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira), Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, Federação Zeladora das Religiões Tradicionais Afro-Brasileiras em Alagoas (Fretab), Ile Nifé Omí Omo Posu Beta, Comitê Intertribal de Mulheres Indígenas (COIMI), Federação de Capoeira do Estado de Alagoas (Feceal) e Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal).

Ações do documento